Balanced Scorecard (BSC): conheça a metodologia ideal para o planejamento estratégico empresarial

O Balanced Scorecard é uma excelente ferramenta de gerenciamento que garante aos gestores uma estratégia holística e equilibrada, bem como uma maneira de acompanhar o desempenho ao longo do tempo para avaliar se os objetivos do negócio estão sendo atendidos.

Sobre isso vamos conversar neste artigo.

Continue lendo para entender o que é o Balanced Scorecard e como ele pode ser bastante útil na estruturação e na execução de planejamentos estratégicos!

A origem do Balanced Scorecard

O Balanced Scorecard (BSC) foi originalmente desenvolvido pelo Dr. Robert Kaplan da Universidade de Harvard e pelo Dr. David Norton como uma estrutura para medir o desempenho organizacional usando um conjunto de medidas de desempenho mais equilibradas/balanceadas.

Tradicionalmente, as empresas usaram apenas o desempenho financeiro de curto prazo como medida de sucesso. O Balanced Scorecard adicionou medidas estratégicas não financeiras adicionais à mistura, a fim de se concentrar melhor no sucesso a longo prazo.

A metodologia evoluiu ao longo dos anos e agora é considerada um sistema de gerenciamento estratégico totalmente integrado.

Benefícios do Balanced Scorecard no planejamento estratégico

Em linhas gerais, ao usar o Balanced Scorecard (BSC) no planejamento estratégico (de um departamento, de um projeto ou da empresa como um todo), os gestores obtêm as seguintes vantagens:

  • facilidades para comunicar o que estão realizando (para a equipe, para os clientes etc.);
  • alinhamento do trabalho do dia a dia da estratégia;
  • cultura de priorização de projetos, produtos e serviços;
  • medição e monitoramento do progresso das metas estratégicas.

O BSC conecta os pontos entre os principais elementos de estratégia, tais como missão (nosso propósito), visão (o que aspiramos), valores fundamentais (em que acreditamos), áreas de foco estratégico (temas, resultados e/ou metas) e mais elementos operacionais como objetivos (atividades de melhoria contínua), medidas (ou indicadores de desempenho chave, ou KPIs, que acompanham o desempenho estratégico), metas (nosso nível de desempenho desejado) e iniciativas (projetos que o ajudam a alcançar seus objetivos).

4 perspectivas que o Balanced Scorecard esclarece aos gestores

O BSC sugere que os gestores vejam a organização a partir de quatro perspectivas e desenvolvam objetivos, medidas (KPIs), metas e iniciativas (ações) em relação a cada um desses pontos de vista:

  • Financeiro: esta perspectiva vê o desempenho financeiro organizacional e o uso de recursos financeiros no planejamento;
  • Cliente/stakeholder: esta perspectiva exibe o desempenho organizacional do ponto de vista do cliente ou de outras partes interessadas para as quais a organização está projetada para servir;
  • Processo interno: visualiza o desempenho organizacional através das lentes de qualidade e eficiência relacionadas aos produtos, serviços ou outros processos comerciais importantes;
  • Capacidade Organizacional: visualiza o desempenho organizacional através das lentes do capital humano, infraestrutura, tecnologia, cultura e outras capacidades que são fundamentais para o desempenho revolucionário.

Que tal, você já utiliza o Balanced Scorecard em seus planejamentos estratégicos? Deixe seu comentário!