Por que usar análise SWOT no planejamento estratégico?

Já falamos aqui no blog sobre a análise SWOT. Ela é uma ferramenta que entrega um bom panorama sobre o ponto de partida de qualquer estratégia a ser adotada.

Em resumo, a análise SWOT te ajuda a identificar seu ponto de partida, antes que você tome qualquer ação rumo ao destino. Isso garante um trajeto mais gerenciável.

Hoje resolvemos avançar; trazer, em detalhes, as principais razões pelas quais a análise SWOT deve ser aplicada durante a elaboração do planejamento estratégico especificamente.

Continue lendo para entender!

4 razões para usar análise SWOT no planejamento estratégico:

1. Entender o mercado e sua posição nele

A análise SWOT é peça chave para o sucesso do Planejamento Estratégico. Aqueles que não a utilizam ou, que não percebem tal protagonismo, é porque provavelmente fizeram a análise em algum momento mas não a levaram em consideração quando mais importava.

Para que seja efetiva, ao identificar as ameaças e oportunidades e, forças e fraquezas, você precisa considerá-las na hora de definir seus objetivos, ações e metas; em muitos casos, a razão de ser de um objetivo, uma meta ou uma ação, é o próprio ponto identificado na SWOT.

Por exemplo, digamos que em 2020 uma empresa X planejou um investimento alto, que em um futuro próximo teria um provável retorno satisfatório. No planejamento, os gestores fixaram seu olhar nesse objetivo; traçaram ações e vislumbraram o cenário ideal e mais provável considerando aquilo que eles sabiam. Porém, contudo, entretanto, 2020 foi um ano atípico, a pandemia de Coronavírus fez com que a maioria das empresas precisasse jogar o planejamento pela janela e virar suas estruturas do avesso apenas para sobreviver. Será mesmo que não tinha como saber o que viria pela frente?

No final de 2019, período em que a maioria das empresas fez o planejamento do ano seguinte, a possibilidade de uma pandemia já era realidade, então; porque isso não estava no radar desta (e de tantas outras) empresa? Se estava, porque a devida importância não foi dada na hora de desenhar o plano?

A falta de uma análise SWOT adequada  – colaborativa, e de um olhar crítico e realista sobre o que tudo o que é identificado nela, resume bem o problema.

Até aqui, falamos sobre o mapeamento de ameaças, mas essa análise pode te ajudar também a identificar oportunidades – novas, ou mesmo aquelas já existentes e que não vinham sendo aproveitadas. Pegando o exemplo da pandemia, muitas empresas conseguiram identificar novas oportunidades mesmo em meio a este cenário atípico.

O fato é, que esse exercício é muito importante pois ajuda a estabelecer um ponto de partida mais solidificado – que garante uma tomada de ação, um gerenciamento de trajeto e consequentemente, resultados finais, mais efetivos.

2. Reconhecer os processos que precisam de melhorias

Internamente, a análise SWOT é muito útil para identificar gargalos nos processos. Isso considerando que os gargalos são aqueles problemas que, muitas vezes, não vêm à tona. Eles estão lá, prejudicando o andamento da operação mas passam despercebidos no dia a dia do negócio.

Essa percepção é possível devido a identificação de pontos fracos na análise SWOT. Você pode, por exemplo, identificar na análise que tem uma força específica; mas, se seus concorrentes também a possuem, ou, se são ainda melhores do que você, então essa força não lhe dá nenhuma vantagem competitiva.

Da mesma forma, você pode ter um ponto fraco que represente a equivalência de um ponto forte, ou seja, seu ponto forte está sendo anulado.

Ao identificar tudo isso, fica muito mais fácil criar planos de ação para obter diferenciação. Dessa forma, seu planejamento estratégico estará muito mais alinhado a uma abordagem de expansão do negócio.

3. Detectar e reter ameaças

Com o mercado em constante mudança, muitas ameaças não são facilmente ou totalmente mensuráveis.

A pandemia por exemplo, poderia sim ser prevista e ter seus impactos reduzidos, mas a amplitude que iria tomar era difícil prever –  isso dependia muito de como a situação toda iria se comportar; como o governo iria atuar na contenção? Como a população iria reagir? Quando uma vacina ou um remédio eficaz seria desenvolvido? Eram muitas perguntas sem resposta.

Saindo um pouco do contexto de pandemia, se sua empresa atua com parte da força de vendas em um e-commerce, por exemplo, ela pode estar sujeita a ataques cibernéticos ou a estratégias da concorrência para se destacar nos resultados do Google.

A análise SWOT pode te ajudar a detectar esses riscos e ameaças, fazendo-o refletir  sobre o contexto e impactos. A partir isso, será mais fácil inserir ações necessárias no planejamento estratégico e montar uma força-tarefa para contornar ou resolver os problemas e seguir avançando.

4. Identificar oportunidades reais

Assim como os pontos fracos e fortes muitas vezes não estão visíveis “a olho nu”, as oportunidades também podem estar ocultas. Como já mencionado anteriormente, a análise SWOT também é um exercício para detecção de pontos de evolução; como vender mais, como ser mais rentável, em quais novos mercados entrar etc.

Tendo as oportunidades como um norte, o planejamento estratégico deixa de ser alicerçado em suposições ou crenças e se torna mais focado em resultados reais.

Você já faz análise SWOT no seu Planejamento Estratégico? Gostou das nossas dicas? Deixe seu comentário!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

5 Comentários

  1. Bom dia,
    Material muito bom para nosso dia dia.

    Parabéns.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.