Integração via API

Integração via API: como funciona e que vantagens isso traz para o seu negócio

A integração via API é, em certos casos, a única solução para integrar de fato os sistemas em uma empresa.

Digamos, por exemplo, que você tem um setor responsável pelo cadastro de clientes e que esse cadastro é realizado manualmente, em planilhas. Posteriormente, os dados inseridos nesse cadastro devem ser enviados em um arquivo .xml para entrar na respectiva base de dados.

Como se vê, só essas duas etapas já demandariam um tempo considerável para serem realizadas, fora o uso da mão de obra. É nesse ponto que uma API pode dar fim a tarefas repetitivas como essa e até realizar operações complexas demais para serem realizadas de forma manual.

Prossiga na leitura e descubra mais sobre esse recurso!

API é um aplicativo?

API significa Application Programming Interface. Consiste em uma série de comandos programados na nuvem que permitem que dois ou mais sistemas dialoguem entre si.

Embora ela possa ser um aplicativo, nem sempre isso acontece, já que uma API também pode ser inserida em softwares para desktop.

Trata-se de uma solução bastante utilizada por empresas como fintechs, as quais utilizam APIs para que seus softwares e apps trabalhem com gateways de pagamento, entre outras funções.

Há, ainda, muitas outras formas de se utilizar uma API, como veremos ao longo deste conteúdo. Por ser uma solução tecnológica das mais versáteis, ela traz diversos benefícios e, em alguns casos, pode ser indispensável.

Que tipo de benefícios uma API traz?

Note, ainda, que a integração via API é diferente do que acontece quando se implementa um sistema ERP. Isso porque um ERP é um sistema completo, em que diferentes funções são integradas em uma só plataforma.

Já uma API funciona como uma “ponte”, interligando sistemas que continuam a ser independentes. De qualquer forma, ele pode ser tão vantajoso quanto um ERP, se considerarmos apenas a questão da integração.

Isso porque, em alguns casos, um ERP pode equivaler a “matar formiga com bazuca”, ou seja, uma solução robusta demais para problemas muito específicos.

Para entender melhor, vamos conferir na sequência suas vantagens em diferentes contextos. Acompanhe! 

Processos integrados

Imagine que você resolveu aderir ao e-mail marketing como estratégia para reverter o abandono de carrinho. Sem conhecer as vantagens e funções de uma API, você delega a um colaborador a tarefa de disparar um e-mail a cada carrinho abandonado.

Nesse processo, ele precisa entender o que levou a pessoa a abandonar o carrinho. Para isso, ele tem que acessar sua plataforma de e-commerce para saber em que ponto do checkout a coisa não andou bem.

Um tremendo trabalho como esse poderia ser evitado se a empresa contasse com uma API que fizesse a interligação entre o gateway de pagamentos e a ferramenta de disparo de e-mails.

Nesse caso, a API garante a integração de processos que demandariam um esforço grande demais para serem realizados e o que é melhor, com muito mais eficiência.

Mais agilidade

Nem precisaríamos ir muito longe para perceber que a integração via API é a melhor forma de dar mais agilidade a processos repetitivos.

Empresas que ainda utilizam planilhas podem se valer de uma API para integrá-las a outros sistemas, poupando o tempo que seria usado na transposição de seus dados. Isso sem contar que, em certos processos, pode ser que haja necessidade de realizar cálculos.

Com uma API, eles podem ser realizados instantaneamente, sem intervenção humana e, sendo assim, à prova de erros.

Menos demanda por mão de obra

Por falar em intervenção humana, outra vantagem considerável de uma API é dispensar o emprego de mão de obra em tarefas que se repetem.

Vale destacar que o aplicativo, programa ou plataforma tem que ter uma API liberada para que ela possa ser integrada a outros sistemas.

Afinal, uma API é como se fosse um tradutor. Se o sistema a ser integrado não tem uma, não será possível que outros leiam seus comandos e protocolos. No entanto, a maioria dos softwares no mercado têm sua própria API, até porque é vantajoso tornar suas soluções customizáveis.

Nesse caso, novamente a demanda por mão de obra acaba sendo reduzida, já que pela integração é possível ampliar o leque de funções de um sistema.

Sua empresa data driven

Não se pode esperar o sucesso nos negócios quando não se trabalha com dados. É por esse princípio que atuam as empresas data driven, ou seja, aquelas em que as decisões são sempre tomadas com base em informação.

Pois as APIs são fundamentais para tornar uma empresa mais orientada por dados, já que eles facilitam o seu compartilhamento, armazenamento e gestão.

Automação em todos os níveis

Outra medida indispensável para ser bem sucedido nos negócios hoje é investir em automação. Como vimos, a integração via API é uma das maneiras mais simples de se fazer isso.

Por outro lado, sua implementação depende do apoio de especialistas em TI e em linguagens de programação.

Quais funções uma API pode desempenhar?

Praticamente não há limites para os tipos de funções que podem ser destinadas a uma API.

Destacamos abaixo algumas delas:

  • emissão de notas fiscais;
  • preenchimento de planilhas;
  • lançamentos contábeis;
  • atualização de dados;
  • disparo de e-mails.

Tudo vai depender da sua demanda e, em alguns casos, da disponibilidade dos seus sistemas em suportar APIs.

Por isso, mais uma vez destacamos a necessidade de contar com apoio de profissionais de TI ou de uma empresa que desenvolva sistemas para sua correta implementação.

Existem quantos tipos de API?

As APIs se diferenciam umas das outras conforme a linguagem de programação utilizada.

São conhecidas três delas.

  • REST API (Representational State Transfer), em que as interações entre sistemas prescindem de requisições;
  • SOAP (Simple Object Access Protocol), que consiste em uma API mais completa, comparada à REST;
  • CRUD API, em referência a “Create, Read, Update e Delete”, linguagem já obsoleta e usada hoje como parte do processo ao desenvolver uma API.

Como funciona a API da Scoreplan?

A API do Scoreplan funciona no modelo REST, e a integração com ela deve ser feita através do protocolo HTTPS. A seguir uma apresentação dos padrões e conceitos básicos dessa API:

  • As Requests devem ser enviadas para: https://app.scoreplan.com.br/api/1.0/{chave_da_API}/{URL_método};
  • A chave da API para a integração deve ser configurada na página Integrações;
  • O envio e retorno de dados poderá ser utilizado através de XML ou JSON, dependendo do Content Type da requisição. Nós preferimos JSON;
  • Todos os dados fornecidos pela API são limitados aos dados do grupo de empresa associado à chave da API fornecida.

Quais integrações a plataforma Scoreplan oferece?

É possível integrar informações referentes a indicadores e planos de ação. A integração se dá, tanto para inserir informações no Scoreplan como para extrair dados que – por exemplo, podem ser disponibilizados a outras plataformas.

Se tratando de indicadores, o Scoreplan oferece um serviço (agente de comunicação) para realizar a integração direta de seus dados para o Scoreplan, sem a necessidade de envolver terceiros para consumir a API Scoreplan. Desta forma, pode-se utilizar nos indicadores integração via banco de dados ou webservice (através de consultas SQLs e/ou webservices previamente criados), onde o serviço consome essas informações e envia diretamente para a plataforma Scoreplan, mantendo seus indicadores atualizados.

Mas, também é possível extrair as informações dos indicadores via API, desta forma, esses dados podem ser consolidados em outras bases de dados/sistemas, evitando o preenchimento duplicado de informações e/ou informações divergentes.

Nos planos de ação, é possível utilizar a API para automatizar a criação de ações/tarefas e também a atualização sobre o andamento dessas ações – caso o gerenciamento se dê por algum software terceiro. O Scoreplan, permite  também extrair dados das ações; informações completas e sua origem (Mapa Estratégico, FCA, Projetos, Reuniões, Ocorrências, entre outros).

Investir em integração de dados é extremamente importante para que a gestão da sua empresa seja orientada a dados e, garanta eficiência operacional e análises efetivas para uma tomada de decisão inteligente. A integração via API é um caminho para isso.

E você, já usa integração de dados na sua empresa? Alguma delas funciona via API? Comente aqui. Se gostou deste conteúdo, assine a nossa Newsletter e receba artigos tão bons quanto, em seu e-mail  e a cada 15 dias!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.