Gestão do tempo: você sabia que ela é a moeda de ouro do século XXI?

A gestão do tempo é definida pela capacidade de organizar e planejar o tempo gasto em atividades em um dia. Quando bem realizada, gera maior eficácia e produtividade.

Nos últimos anos, com a ascensão do gerenciamento de projetos, a gestão do tempo passou a ser mais discutida e implementada. Mas, o que é isso na prática? E como realizar?

É a reflexão que propomos neste artigo. Continue lendo para entender!

Por que a gestão do tempo é importante nas empresas?

Quer atribuamos ou não um valor em dinheiro, o tempo é valioso. Pense nisso: quanto tempo cada colaborador da sua empresa gasta para realizar suas atividades? Seria possível finalizar projetos em um tempo menor do que hoje?

Aqui estão alguns fatores que nos ajudam a pensar na importância da gestão do tempo nas organizações:

O tempo é limitado

Não importa a tecnologia empregada, cada dia tem apenas 24 horas. O dia comercial tem, normalmente, apenas oito horas. E é preciso fazer com que a operação se encaixe neste período.

As equipes podem realizar mais com menos esforço

Quando os profissionais entendem a importância de gerenciar melhor o tempo, eles conseguem melhorar sua capacidade de concentração. E com maior foco aumenta também o nível de eficiência.

O contrário também é verdadeiro: quando as coisas não fluem, as pessoas tendem a se desmotivar e não percebem com rapidez a importância das suas atividades na operação.

Tempo bem administrado — melhor a tomada de decisões

Lideranças que se sentem pressionadas pelo tempo e têm que tomar uma decisão, acabam tirando conclusões precipitadas. Isso impacta negativamente nos projetos e no dia a dia operacional.

Com o gerenciamento efetivo do tempo, a pressão decorrente de não ter tempo suficiente é reduzida ao máximo. Com calma é mais fácil se sentir (e estar) no controle. Quando chega a hora de examinar as opções e tomar uma decisão difícil, em vez de fazer tudo na correria, é possível parar e refletir, pois não há acúmulo de tarefas atrasadas.

Sem perder tempo, os profissionais aprendem mais

Obviamente, quanto mais os colaboradores da empresa aprendem, mais valiosos eles se tornam. E grandes oportunidades de aprendizado estão sempre surgindo no dia a dia da operação, mas sem tempo para parar e aproveitá-las, elas podem ser perdidas.

Equipes que trabalham com mais eficiência, têm esse tempo. Logo, podem realizar testes, criar protótipos, organizar processos e inovar.

Tempo bem administrado melhora o clima organizacional

Quando o tempo é bem administrado na operação, o estresse é reduzido, as pessoas trabalham com mais motivação e são mais cordiais e colaborativas.

Isso, ligado a outras ações e práticas, pode criar um clima organizacional agradável, o que ajuda na atração e, principalmente, na retenção de talentos.

Por que a gestão do tempo é importante nos projetos?

No âmbito dos projetos, a gestão do tempo refere-se à capacidade dos gestores de planejar e organizar o tempo gasto em atividades. A boa administração do tempo resulta em maior produtividade e eficácia.

Atribuir tempo às tarefas é importante para a conclusão oportuna do projeto. Isso significa dividi-lo em diferentes etapas bem estruturadas. Isto pode ser conseguido criando uma lista simples ou, idealmente, utilizando soluções tecnológicas especializadas.

Em seguida, as tarefas devem ser priorizadas de acordo com a importância. Nem todas têm igual prioridade. Algumas precisam ser concluídas primeiro para evitar atrasos no projeto. Uma dica interessante é usar o método Eisenhower para identificar tarefas que são urgentes ou que entregam maior valor para o departamento ou para a empresa como um todo.

Projetos com boa gestão do tempo resultam em melhor tomada de decisão, o que garante qualidade e atingimento dos objetivos pré-estipulados. A alocação de tempo ruim pode tornar o projeto ineficaz e mais caro, além de aumentar o estresse da equipe.

A gestão do tempo é uma prioridade na sua empresa? Gostou da reflexão que trouxemos neste artigo? Deixe seu comentário!