Saiba o que é diagrama de Ishikawa e como usá-lo

Identificar as causas de um problema na empresa nem sempre é uma tarefa simples, uma vez que existem diversas variáveis que podem influenciar nos resultados. O diagrama de Ishikawa é uma ferramenta muito útil para isso. Também chamado de diagrama de causa e efeito, diagrama 6M ou, ainda, diagrama espinha de peixe – em decorrência do seu formato, ele ajuda as equipes a descobrirem os fatores que resultam em uma situação indesejada na organização.

Neste artigo, vamos entender melhor o que é diagrama de Ishikawa, como ele funciona, em quais situações pode ser usado e quais são os benefícios que oferece. Acompanhe!

O que é o diagrama de Ishikawa?

O diagrama de Ishikawa surgiu em 1943 e foi criado pelo engenheiro químico Kaoru Ishikawa. A ideia era disponibilizar uma ferramenta que fosse, ao mesmo tempo, útil e bem simples, que qualquer pessoa conseguisse compreender e fazer uso dela. Como dissemos, sua função é ajudar a organizar o raciocínio da equipe de uma forma bem visual, que permita identificar com clareza as causas dos problemas nos processos organizacionais.

Como funciona o diagrama de Ishikawa?

Para utilizar o diagrama de Ishikawa, o primeiro passo é definir qual o problema, ou seja, o efeito que será analisado. Aí vamos começar a desenhar o diagrama. Faça uma linha horizontal e, na extremidade direita, desenhe um retângulo dentro do qual você vai escrever o nome do problema. Vamos imaginar que seja “queda nas vendas”.

Em seguida, é preciso puxar traços diagonais a partir dessa linha horizontal, como se fosse mesmo uma espinha de peixe. Ao lado desses traços, vamos escrever as possíveis causas para aquele problema.

Karuo Ishikawa classificou os problemas em 6 categorias, que são:

  • método;
  • máquina;
  • medida;
  • meio ambiente;
  • material;
  • mão de obra.

Com isso, é possível entender como cada um desses itens influencia no efeito que queremos mapear. Por exemplo, no primeiro item — método — nos questionamos como a nossa forma de trabalhar influencia nesse resultado. As respostas devem ser listadas logo abaixo de suas respectivas categorias. No exemplo que demos, sobre a queda nas vendas, podemos listar que é preciso atualizar os dados dos clientes.

Quando deve ser utilizado?

O diagrama de Ishikawa pode ser usado sempre que for necessário mapear as causas de algum problema organizacional, mas ele é especialmente útil para identificar não conformidades, ou seja, aquilo que foge do padrão. Além disso, também ajuda a enxergar um problema de forma mais abrangente, a detalhar as suas causas, além de ser uma maneira de promover um processo de melhoria contínua.

Quais são os benefícios que ele traz?

Sua função é justamente um dos principais benefícios que o diagrama de Ishikawa oferece: encontrar as causas dos problemas que ocorrem na organização. Isso permite tomar decisões mais bem fundamentadas, entender tudo o que está envolvido na questão, priorizar as atividades e traçar planos de ação.

Além disso, essa é uma ferramenta de fácil compreensão e que favorece o trabalho em equipe. Assim, agora que você já sabe o que é diagrama de Ishikawa, já pode tirar proveito dessa ferramenta para melhorar os processos na sua empresa.

Gostou deste artigo? Então, aproveite para assinar a nossa newsletter e receber outros conteúdos como esse direto na sua caixa postal.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.