indicadores financeiros

6 indicadores financeiros que auxiliam na tomada de decisão

O crescimento de uma empresa depende de uma série de fatores, que estão relacionados com questões mercadológicas, financeiras e administrativas. Nesse sentido, tomar decisões baseadas em dados é muito importante e, para isso, os indicadores financeiros são imprescindíveis.

Isso porque eles são a principal ferramenta para medir o desempenho e saúde financeira de um negócio — além de demonstrar aos gestores, quais aspectos que estão indo bem e o que pode ser melhorado para aperfeiçoar os resultados.

Se você deseja saber como melhorar a gestão para alcançar seus objetivos com maior facilidade, podemos ajudar!

Continue a leitura deste post e veja 6 indicadores financeiros para monitorar com precisão o desempenho das finanças e ter dados fundamentais para embasar decisões!

Afinal, o que são os indicadores financeiros?

Os indicadores financeiros são informações obtidas através dos sistemas de gestão e demonstrativos e resultados de uma empresa, durante determinado período.

Desse modo, tratam-se de dados financeiros estruturados que proporcionam uma visão estratégica e sistêmica da empresa sob o ponto de vista econômico.

Sendo assim, o principal objetivo dos indicadores financeiros é apresentar aos gestores, informações importantes sobre a saúde financeira da empresa.

Através deles, a análise se torna menos intuitiva; baseada em informações realistas, o que resultará em ações mais certeiras e resultados melhores.

Por que é importante acompanhá-los?

Como você sabe que está obtendo sucesso em algo, se não analisa resultados? Por exemplo; digamos que você comece a fazer dieta e praticar atividades físicas com o objetivo de emagrecer e melhorar a sua saúde – como você sabe que está atingindo esses objetivos? Fazendo exames, avaliando suas medidas, conferindo o seu peso e etc.

Do mesmo modo, quando gerimos uma empresa, precisamos saber onde as nossas ações como gestores estão de fato nos levando, para que possamos entender se estamos no caminho certo considerando aquilo que definimos como objetivos e metas ou, que temos como norteador.

Sendo assim, monitorar os indicadores financeiros é essencial pois:

  • orienta a tomada de decisão;
  • ajuda a identificar gargalos;
  • facilita a elaboração de estratégias coerentes;
  • otimiza os recursos;
  • reduz custos;
  • aumenta a eficiência da empresa;
  • torna o negócio mais rentável;
  • melhora os resultados;
  • cria vantagem competitiva;
  • facilita a identificação de oportunidades;
  • aumenta a agilidade da tomada de decisão.

Acompanhar os indicadores financeiros é então, substancial para a saúde financeira da empresa, para o seu crescimento e sustentabilidade no mercado.

Quais os 6 principais indicadores financeiros?

Definir quais indicadores utilizar é primordial, pois quem avalia tudo no fundo; não avalia nada (autor desconhecido).

Sendo assim, separamos alguns dos principais indicadores financeiros que você pode implementar na sua empresa, independente de segmento, porte e core bussiness.

1. Margem Bruta e Margem Líquida

A margem bruta é um indicador extremamente relevante para a gestão financeira empresarial e apresenta dados cruciais sobre as receitas.

Basicamente, esse indicador demonstra quanto a empresa lucrou ao comercializar os produtos ou serviços, após a dedução das despesas.

O cálculo da margem bruta permite ter uma visão dos lucros e saber se as vendas estão atendendo as expectativas.

Para mensurar os resultados do indicador, basta subtrair a receita obtida em um período pelos custos produtivos, dividido pela receita total.

A margem líquida é um indicador mais preciso, pois apresenta os valores que sobram após descontar todas as despesas, incluindo impostos.

Dessa forma, ela mostra de fato qual é o lucro líquido de cada produto ou serviço comercializado em um determinado período.

2. EBITDA

O EBITDA é uma sigla para o termo em inglês Earning Before Interests, Taxes, Depreciation and Amortization, que em tradução direta significa Lucro Antes dos Juros, Impostos, Depreciação e Amortização, um indicador que permite analisar os resultados e a geração de valor de forma abrangente.

De forma objetiva, o EBITDA é calculado com a soma do lucro operacional, amortizações e depreciações.

Monitorar esse indicador é importante para ter uma visão geral sobre o lucro do negócio e contribuir para saber se existe equilíbrio financeiro.

3. Margem de contribuição e Ponto de Equilíbrio

A margem de contribuição é um indicador indispensável para a gestão, pois apresentam lucro após a empresa descontar todos os custos fixos e variáveis.

Em outras palavras, o indicador demonstra se as receitas são suficientes para pagar os custos e gerar lucros.

O cálculo da margem de contribuição consiste no valor das vendas, subtraído a soma dos custos variáveis e fixos.

A partir dessa fórmula, os gestores têm dados relevantes para entender a lucratividade e equilíbrio financeiro da empresa, fator essencial para buscar oportunidades de crescimento.

Já o ponto de equilíbrio, tem uma relação importante com a margem de contribuição, e consiste no valor mínimo de receitas necessárias para cobrir os custos e despesas. Trata-se de um indicador essencial, pois ao acompanhá-lo você vai saber o quanto precisa vender para arcar com custos fixos.

Para saber qual o ponto de equilíbrio da empresa, basta dividir os custos fixos pela margem de contribuição.

Com base nos resultados do indicador, é possível definir as metas de vendas, prever demandas e monitorar a lucratividade do negócio de forma mais precisa.

4. Índice de endividamento

Outro indicador financeiro que não deve ser negligenciado é o índice de endividamento, pois retrata a relação entre os ativos e passivos da empresa.

O endividamento se refere a todas as dívidas, como empréstimos, financiamentos e outros.

Monitorar o índice de endividamento é essencial para saber se as receitas são capazes de quitar os compromissos sem prejudicar os resultados.

Além disso, é importante para orientar o uso dos recursos, investimentos e saber a relação do capital próprio e o de terceiros.

5. Faturamento Mensal e Anual

Para calcular o faturamento, neste caso; bruto, é só multiplicar o preço de venda do produto ou serviço pela quantidade de unidades comercializadas.

Ao saber quanto você está faturando, é possível fazer uma análise para entender onde está o gargalo: estou faturando bastante e o suficiente e, o problema então são os meus custos que estão demasiadamente elevados ou, minhas metas de vendas não estão alinhadas com o quanto preciso faturar para atingir meus objetivos?

 Faturamento bruto = Preço de venda x Quantidade vendida

6. ROI

ROI é a sigla em inglês (Return on investment) para Retorno Sobre o Investimento. Esta métrica é usada para saber quanto a empresa ganhou com seus investimentos.

Através dele você pode identificar quais investimentos estão fazendo sentido para o seu negócio.

Para o cálculo do ROI, basta subtrair o custo do investimento do ganho obtido, e dividir o resultado pelo valor investido.

ROI = (Ganho obtido – Investimento) / Investimento

Dependendo do seu segmento de atuação, porte e modelo de negócio, outros indicadores financeiros podem ser indicados.

Ticket Médio por exemplo é um indicador bastante importante para empresas que trabalham com contratos de mensalidade. Pois através dele você consegue saber quanto em média cada cliente te gera de receita por mês.

Como acompanhar os indicadores financeiros?

Antes de definir quais os indicadores financeiros ideais para o seu negócio, é preciso considerar o planejamento estratégico e os objetivos da gestão.

Dessa forma, você poderá identificar quais as melhores métricas para contar e ter dados úteis para embasar as decisões.

Nesse contexto, a tecnologia oferece recursos e softwares ideais para acompanhar os indicadores financeiros, com informações centralizadas e livres de erros. É uma forma de otimizar o trabalho da equipe, facilitar o controle e garantir performance acima da média.

Como você percebeu neste conteúdo, os indicadores financeiros são imprescindíveis para auxiliar na tomada de decisões em um negócio.

Portanto, acompanhar indicadores garante estratégias mais efetivas e proporciona um crescimento consistente à empresa.

Gostou do post? Agora que você viu os principais indicadores financeiros, o que acha de continuar aperfeiçoando seus conhecimentos? Não perca tempo e veja agora mesmo a importância de dados atualizados para os indicadores de desempenho!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.