ISO 9001: 2015 entenda as mudanças!

Para entendermos o que muda com a ISO 9001: 2015, precisamos começar lembrando que a ISO 9001 é o padrão internacional que especifica requisitos para um sistema de gerenciamento de qualidade (SGQ). As organizações o utilizam para demonstrar a capacidade de fornecer consistentemente produtos e serviços que atendam às necessidades dos clientes e aos órgãos reguladores.

Neste artigo, você vai ver quais são as principais mudanças estruturais trazidas pela ISO 9001:2015. Confira!

Quais empresas devem usar a ISO 9001: 2015?

A ISO 9001: 2015 aplica-se a qualquer organização, independentemente do tamanho ou segmento de atuação. Mais de um milhão de organizações de mais de 160 países aplicaram os requisitos da norma ISO 9001 aos seus sistemas de gestão da qualidade.

Todas as organizações que usam a ISO 9001 são incentivadas a fazer a transição para a ISO 9001: 2015 o mais rápido possível. Isso inclui não apenas organizações certificadas pela ISO 9001: 2008, mas também quaisquer organizações envolvidas no treinamento ou certificação de outras versões.

Também é importante saber que a ISO 9001 é baseada na metodologia “planejar/fazer/checar/agir” e fornece uma abordagem orientada a processos para documentar e revisar a estrutura, responsabilidades e procedimentos necessários para alcançar um gerenciamento de qualidade eficaz. Seções específicas da norma contêm informações sobre tópicos como:

  • Requisitos para um sistema de gestão da qualidade, incluindo informações documentadas, planejamento e determinação de interações do processo;
  • Responsabilidades de gestão;
  • Gestão de recursos, incluindo recursos humanos e ambiente de trabalho;  
  • Realização do produto, incluindo as etapas do projeto até a entrega;
  • Medição, análise e melhoria do SGQ por meio de atividades como auditorias internas e ações corretivas e preventivas.

Em suma, podemos dizer que a ISO 9001: 2015 é construída em torno de sete princípios de gestão da qualidade:

  1. foco no cliente;
  2. liderança;
  3. engajamento de pessoas;
  4. processo de abordagem;
  5. melhoria;
  6. tomada de decisão baseada em evidências;
  7. gestão de relacionamento.

Que mudanças estruturais a ISO 9001: 2015 traz?

Uma maneira bem prática de entender as modificações estruturais advindas da ISO 9001:2015 é comparando-a com sua versão imediatamente anterior, a ISO 9001: 2008. Confira, a seguir, as mudanças que merecem destaque!

A ISO 9001: 2015 tem uma estrutura de alto nível

Como resultado do novo arranjo em dez cláusulas, a ISO 9001: 2015 agora tem a mesma estrutura inequívoca que todos os sistemas de gerenciamento padronizados, conhecidos como ‘Estrutura de Alto Nível’.

Os elementos principais da ISO 9001, ISO 14001, ISO 22000, OHSAS 18001 etc. são, portanto, todos iguais a partir de agora. Isso tornou a integração de vários sistemas de gerenciamento muito mais simples.

Se, por exemplo, uma organização deseja implementar a ISO 14001 além da ISO 9001, as partes que cobrem o mesmo tópico podem ser facilmente vistas nos padrões.

Põe foco na entrada e na saída dos processos

Na ISO 9001: 2015, há mais ênfase na medição e avaliação adequada da entrada e saída de processos.

De acordo com a ISO 9001: 2015, você deve monitorar de perto quais artigos, informações e especificações estão envolvidos no processo de produção. Também deve verificar claramente se bons artigos saem do processo de produção.

Tem o pensamento baseado em riscos em seu núcleo

O pensamento baseado em riscos ocupa um lugar muito importante na ISO 9001: 2015. Agora as empresas são fortemente encorajadas a usar a análise de risco para decidir por si mesmas quais desafios vê no gerenciamento de seus processos de negócios.

A análise formal de riscos, agora é padrão para todos. Para enfatizar seu domínio, o conceito de ‘risco’ ocorre quarenta e oito vezes na ISO 9001: 2015, comparado com apenas três vezes na ISO 9001: 2008.

O acréscimo do pensamento baseado em risco tornou as ‘medidas preventivas’ da ISO 9001: 2008 redundantes. Essas medidas preventivas não aparecem mais na ISO 9001: 2015.

Dá mais importância ao contexto da organização

A ISO 9001: 2015 exige que as empresas construam seus sistemas de gestão da qualidade a partir do contexto específico em que está ativa.

Isso significa, entre outras coisas, que, deve-se levar em conta as necessidades e expectativas das partes interessadas e avaliar e lidar com questões estratégicas internas e externas.

Encoraja e promove o engajamento de todas as partes envolvidas

Na ISO 9001: 2008, os clientes eram frequentemente vistos como sendo a única parte interessada. Este conceito foi estendido na ISO 9001: 2015.

Fornecedores, funcionários, acionistas, órgãos legislativos, sociedade, clientes internos etc. estão agora incluídos como partes interessadas.

Como organização, agora é preciso estar ciente da importância dos requisitos e padrões (em mudança) das partes interessadas e antecipá-los nos recursos de seus produtos e serviços.

Eleva o compromisso das lideranças a outro patamar

A ISO 9001: 2015 também coloca mais ênfase no compromisso de liderança e gerenciamento. Requer um maior envolvimento dos principais gestores e líderes empresariais no controle do sistema de gestão da qualidade.

Desta forma, a ISO 9001: 2015 tem como objetivo incentivar a integração e a harmonização com os processos e estratégias de negócios. A alta administração agora tem que assumir mais responsabilidade pela eficácia do sistema.

Como a ISO 9001: 2015 presta mais atenção à gestão de riscos, às partes interessadas e ao contexto da organização, o sistema de gestão da qualidade também se ajusta melhor às necessidades do alto escalão.

O sistema de gestão da qualidade é hoje, mais do que nunca, um meio para ser estrategicamente bem-sucedido, atendendo às necessidades das partes interessadas e gerenciando oportunidades e ameaças.

O ‘representante de gerenciamento’ da ISO 9001: 2008 era um membro do comitê de gerenciamento que tinha a responsabilidade e a autoridade para orientar o sistema de gestão da qualidade nos moldes corretos. A ISO 9001: 2015 não menciona mais esse aspecto. A ideia por trás da mudança é que a qualidade é uma questão para todos e para todos os níveis dentro da organização.

Modifica as necessidades de documentação para além dos procedimentos

A ISO 9001: 2015 não requer mais procedimentos documentados obrigatórios ou um manual de qualidade. Agora referido como “informação documentada” em praticamente todas as cláusulas da ISO 9001: 2015.

A definição afirma que diz respeito a “informações que a organização deve controlar e manter”. As informações podem estar em qualquer formato e vêm de várias fontes e mídias. Diversas formas de evidências ou documentação são, portanto, possíveis. Não há mais nenhuma menção de ‘registros’ nem de ‘reter informações documentadas’, como acontecia na ISO 9001: 2008.

Tem uma terminologia diferente da ISO 9001: 2008

A tabela a seguir é um breve resumo de várias mudanças importantes na terminologia em comparação com a ISO 9001: 2008:

ISO 9001: 2008ISO 9001: 2015
ProdutosProdutos e serviços
Documentação, manual de qualidade, procedimentos documentados, registros, instruçõesInformação documentada
Ambiente de trabalhoAmbiente para o funcionamento dos processos
Equipamentos de monitoramento e mediçãoMonitorando e medindo recursos
Produto compradoProdutos e serviços fornecidos externamente
FornecedorProvedor externo

Por que contar com o apoio da tecnologia para atender à ISO 9001: 2015?

A nova versão da ISO exige uma amarração maior do sistema de gestão de qualidade (SGQ) com o Planejamento Estratégico da empresa, e essa amarração torna-se complexa e falha, quando feita por planilhas e documentos manuais. Logo, contar com um sistema que já está atualizado com a nova normatização é fundamental para garantir o sucesso na certificação.

Veja como a AND, indústria de equipamentos de gastronomia, certificada ISO 9001 e Inmetro, contornou o desafio de controlar o planejamento estratégico por planilhas de Excel. Leia o case!

Você está preparado para implementar as mudanças da ISO 9001: 2015? O que achou das nossas dicas? Deixe seu comentário!