Planejamento Operacional, Tático e Estratégico: um guia completo

Pequenas, médias, grandes; independente do tamanho da empresa, da atividade que ela desempenha, da complexidade de suas operações, ou, de inúmeros outros fatores que as diferencie, existe um denominador comum a todas: a necessidade de planejar o futuro e gerenciar o presente.

Não tem como um negócio ser sustentável sem um mínimo de planejamento. E o planejamento precisa ter uma base sólida, ou seja, o momento presente precisa estar sendo bem gerenciado.

É verdade que, quanto mais aprimorado o planejamento for, mais chances de sucesso ele terá. As garantias se tornam ainda maiores quando a gestão pode contar com o apoio da tecnologia, para fazer com que o que é realmente importante aconteça no momento certo e da maneira correta.

O planejamento empresarial ideal deve acontecer em 3 níveis: operacional, tático e estratégico, o famoso ETO. Neste guia, vamos explicar um pouco mais sobre cada nível e a importância que deve ser dada a cada um deles.

Como funciona o planejamento estratégico?

Dos três níveis de planejamento que serão vistos aqui, esse é o mais amplo; define os objetivos de longo prazo da empresa e determina a missão e a visão do negócio. O planejamento estratégico considera o ambiente no qual a empresa está inserida. Isso quer dizer que fatores como ameaças e oportunidades devem ser muito bem entendidos, bem como o que a organização faz melhor que seus concorrentes e o que deve ser melhorado para que possa ser mais competitiva no seu mercado.

análise SWOT é uma ferramenta importante quando se trabalha no planejamento estratégico da empresa. Os objetivos e metas estabelecidas no nível estratégico devem ser amplos e voltados para como a empresa quer se colocar dentro do mercado onde atua (posição de mercado) ou como quer ser reconhecida pelos seus clientes.

Antigamente, dizia-se que o planejamento estratégico deveria ser criado considerando um horizonte de 5 a 10 anos. No entanto, sabemos que hoje isso é inviável. Com isso, o planejamento estratégico não deixou de ser efetivo, mas a forma como o enxergamos e o construímos precisa estar adequada ao momento atual. Aqui na Scoreplan, por exemplo, consideramos um horizonte de 1, no máximo 2, anos. E mesmo assim, deve ser revisado constantemente e sofrer as atualizações necessárias, para evitar que fique obsoleto ou abandonado em uma gaveta qualquer. Afinal, atualmente mal conseguimos planejar o trimestre sem que o mercado nos surpreenda!

Veja algumas dicas para estruturá-lo de forma adequada:

  • defina missão, valores e visão da organização;
  • avalie o ambiente interno e externo da empresa;
  • estabeleça onde quer chegar;
  • considere o público-alvo do negócio;
  • faças estimativa para os próximos anos.

O que é o planejamento tático?

Tudo o que é decidido no planejamento estratégico deve ser traduzido em objetivos para os departamentos da empresa e isso é função do planejamento tático.

Exemplos de planos táticos são: plano de marketing, plano de vendas ou plano de produção. Diminuir os prazos de entrega, evitar que produtos com defeito sejam adquiridos pelos clientes ou, então, definir o nível desejado de escolaridade de todos os funcionários são exemplos mais concretos de objetivos a serem realizados no planejamento tático.

Os responsáveis pelas decisões dentro do planejamento tático são colaboradores que ocupam cargos de diretoria ou gerência e são responsáveis pela execução dos planos dentro de seus departamentos, mas com uma visão holística da organização. Assim, os objetivos táticos garantem que os objetivos estratégicos sejam realizados e que sejam executados no planejamento operacional.

Veja algumas dicas para uma boa elaboração desse documento:

  • estabeleça métricas para avaliação do planejamento tático ao longo do seu período de vigência;
  • avalie constantemente a situação da área;
  • envolva os diferentes gestores para realizar planejamentos táticos que sejam integráveis com os demais setores;
  • consulte sempre os valores, missões e princípios da organização;
  • consulte o gestor financeiro acerca da viabilidade do plano tático e o orçamento a médio prazo;
  • busque inovações que possam colaborar com a realização do planejamento tático.

Como é feito o planejamento operacional?

É no planejamento operacional que se define o plano de ação para realizar o definido no planejamento tático. As ações definidas no plano definem os métodos e processos que a empresa vai utilizar para alcançar seus objetivos, trata-se o dia a dia da empresa.

O plano de ação deve ser escrito com o máximo de detalhes: pessoas envolvidas, suas responsabilidades, atividades, prazos, método de execução etc. Uma ferramenta muito utilizada é a 5W2H, sua metodologia ajuda a garantir que nenhum detalhe (importante) seja esquecido. Além disso, permite um melhor controle dos processos internos, identificando todos os responsáveis por cada etapa.

No planejamento operacional são estabelecidos, também, todos os recursos e equipamentos necessários para que as tarefas possam ser executadas com eficiência. Em resumo, o planejamento operacional serve para tirar do papel os objetivos dos planejamentos estratégico e tático e, por isso, deve estar em consonância com os demais documentos.

É nesse nível que toda a organização participa e se envolve com as metas e objetivos da empresa. Também, é importante lembrar de montar indicadores para poder analisar a eficácia dos resultados operacionais obtidos.

Outras dicas para estabelecer um planejamento operacional eficiente são:

  • monte uma equipe com profissionais especialistas na área de ação;
  • consulte constantemente os documentos anteriores, pois o plano de ação precisa estar alinhado com eles;
  • estipule metas e prazos;
  • elabore um planejamento orçamentário para as ações definidas.
  • Faça gestão de projetos.

Qual é o mais importante dos três planejamentos?

Todos eles devem ser realizados para que a empresa alcance os resultados que almeja. O planejamento tático tem a função de trazer as definições estratégicas para dentro da empresa, em todos os seus departamentos, e o planejamento operacional define o plano de ação para que os objetivos se realizem.

Entretanto, se a empresa ou a gestão não sabe o que quer e onde pretende chegar, as ações de nível tático e operacional não terão uma razão de ser – e é nesse sentido que, sem dúvida, o planejamento estratégico é o mais importante. Ter uma estratégia bem definida é o passo mais importante para o sucesso do negócio.

Como os softwares podem auxiliar na elaboração dos três planejamentos?

É certo que todos os planejamentos são fundamentais para garantir melhores resultados para seu negócio e seguir um caminho consistente em direção aos objetivos propostos. Por isso, é de extrema importância que, para obter melhores resultados, a empresa conte com ferramentas que auxiliem nesse processo.

Um software de planejamento estratégico pode auxiliar consideravelmente nesse processo, conseguindo melhores resultados. Seu uso pode trazer uma série de benefícios, tais como:

  • registro do planejamento, permitindo consultar as definições;
  • acompanhamento das ações nos diferentes planejamentos, bem como o andamento dos projetos;
  • integração com outras ferramentas do negócio, permitindo uma gestão integrada, estratégica e uma melhor governança;
  • possibilidade de ter informações mais precisas nas mãos dos gestores, conseguindo tomar decisões mais ágeis e que sejam mais eficientes;
  • permite abandonar as planilhas e inserir seu negócio na era da transformação digital;
  • comunicação mais eficaz entre os membros de uma equipe, bem como entre times;
  • avaliação de indicadores por meio de automação, bem como elaboração de relatórios mais precisos.

Para contar com os benefícios que listamos acima, é fundamental saber escolher o melhor software de planejamento estratégico para sua empresa. Com as funcionalidades certas, é possível potencializar resultados e alavancar o negócio.

O Scoreplan permite que você consiga gerenciar todas as etapas fundamentais para alcançar seus objetivos, com uma visão holística, integrada, desde o planejamento, execução e acompanhamento, em um mesmo dashboard.

Os gestores poderão acompanhar o planejamento estratégico, plano de ação, e os KPIs definidos; também poderão avaliar e gerir riscos, fazer gestão orçamentária, entre outros pontos fundamentais.

Desta forma, o Scoreplan garante que os gestores consigam trabalhar com maior eficiência para cumprir os objetivos do negócio; tornando possível acompanhar tudo que foi definido no planejamento operacional, tático e estratégico e realizando as modificações necessárias.

Gostou deste material? Quer aprender mais sobre gestão estratégica? Assine a nossa newsletter e receba conteúdos como este quinzenalmente.